Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Introvertida

Introvertida. Intuitiva. Sentimental. Perceptiva.

26
Mar21

Intuição

Atenção que o título induz em erro mas serve como ponto de partida para a minha pequena história.

Após muito tempo sem fazer trabalho voluntário, voltei ao ativo quando (e talvez um pouco tarde demais) me apercebi que os tempos que se avizinhavam iam ser monótonos, o meu ritmo iria abrandar substancialmente e iria ter demasiado tempo livre. Toca de abrir o sítio da bolsa de voluntariado e ver o que poderia fazer. Mostrei interesse em diversas organizações e posições e acabei por me associar a duas contra o desperdício alimentar. Quando fui a uma delas pela primeira vez não sabia que tínhamos direito a trazer um cabaz para casa pelo que voltei de mãos a abanar. Na última vez que lá fui, antes de sair de casa verifiquei se levava saco comigo (ando sempre com um daqueles de pano) e o instinto disse-me para levar um saquinho de rede nylon (que agora se vê em alternativa aos de plástico para fruta e vegetais), fosse preciso trazer algum produto mais maduro. Dito e feito! Havia moranguinhos e o saquinho deu um jeitaço!

Esta segunda-feira, na manhã da minha entrevista, tinha um lembrete de atualização no meu portátil. Normalmente ignoro e uso o computador até ficar sem bateria e ele atualiza sozinho quando reinicia. Naquela manhã, detive-me demasiados milissegundos a olhar para a notificação. O meu instinto disse "não carregues" mas qual miúda de três anos, iniciei as atualizações. Cinco minutos antes da entrevista, clico na ligação para o Microsoft Teams e... nada! Pensei que o link pudesse ativar apenas à hora da entrevista, esperei e continuava sem dar. Entrei em pânico! Só consegui entrar na entrevista com dez minutos de atraso e apenas por voz. Se calhar foi pelo melhor porque esqueci-me de trocar de roupa e ia fazer a entrevista com uma camisa de dormir 

Moral da história: nunca ignorar aquele nosso primeiro instinto. Tudo o que venha depois disso já foi processado, pensado e repensado.

daqui

24
Mar21

Nervoso Miudinho

Nos tempos que correm a maioria das entrevistas são feitas por videoconferência. Mas isto sou eu a supor.

Há um fenómeno a que me apetece chamar-lhe agora, no calor no momento, de síndrome do bloqueio pré entrevista online, i.e., meia hora antes da entrevista, quando o meu chromebook me avisa (como se eu não soubesse) que tenho uma entrevista a certa hora, o meu corpo enrijece. Detenho-me em frente ao computador sem saber onde nem como colocar as mãos. O coração acelera. Mais ainda quando penso no que pode correr mal. Afinal de contas estamos a lidar com máquinas temperamentais que, quando bem lhes apetece, fazem birras e deixam de funcionar.

Mas dizia eu... Bloqueio pré entrevista... Sim. Meia hora antes da entrevista já tenho o email à minha frente, a postos para clicar no link mágico e nesta meia hora sou incapaz de me mexer. Sinto-me gelada e o meu corpo deixa de responder. Nesta meia hora, de um quase pânico, conto as batidas do meu coração e olho, simplesmente, para o ecrã, à espera que a hora H chegue.

daqui

Mais sobre mim

Junho Jubiloso

A Ler

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D