Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

INFP

Introvertida. Intuitiva. Sentimental. Perceptiva.

27
Abr20

Inquietações

Tenho ouvisto muito sobre o aumento de ansiedades e ataques de pânico por causa deste tempo de quarentena.

A falta de ocupar o tempo (de forma produtiva ou não) aumenta a tendência natural à ruminação que advém destas circunstâncias. A ruminação mental é a espiralização de pensamentos. Em casos de depressão e ansiedade crónica, muitos destes pensamentos são negativos, de tom auto depreciativo e, tornam-se tão constantes e automáticos que os tornamos como verdades absolutas.

De alguém que tem aprendido a viver com isto desde sempre, só posso dar o melhor conselho que já me deram até hoje: ocupem o vosso tempo livre o mais possível, nem que seja vendo vídeos no Youtube. Nos meus momentos mais difíceis, é a única coisa que me apetece fazer apesar de chegar ao final do dia e pensar que não fiz nada de produtivo. Esta forma de pensar é, também ela, negativa. O conselho é da minha psicóloga e esta forma de lidar com o nosso dia a dia em quarentena é uma forma de prevenir a espiral de pensamentos que se assomam.

Claro que nem sempre é tão fácil. Bem sei disso, mas é uma estratégia que requer muita tentativa sem efeito imediato.

Só espero que não haja um aumento exponencial na prescrição de ansiolíticos e antidepressivos (que haverá). Felizmente a minha médica de família deixou de nos passar receitas para estes medicamentos e começou a focar-se em alternativas mais naturais.

Para quem não costuma ter ansiedade, suplementos ou chá de raíz de valeriana poderão ser uma boa solução. A valeriana cheira muito mal, é verdade, mas há muita gente que confirma os seus efeitos.