Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

INFP

Introvertida. Intuitiva. Sentimental. Perceptiva.

21
Jul20

O que faço para me divertir

daqui

Há coisas que me custam muito falar e esta é uma delas. Simplesmente por ser muito difícil conseguir sentir prazer em fazer coisas e divertir-me e porque muitas coisas que gosto de fazer requerem a companhia de mais pessoas e essas pessoas não existem na minha vida. Quando era miúda era meio maria-rapaz. Nunca fui muito feminina (por causa da minha acne andava sempre de cabelo curto e como cresci e me desenvolvi cedo, andava sempre de roupas largas, não esquecendo que aos 9 anos tinha o corpo coberto de pelo... ya! ) e sempre me diverti mais a jogar vólei com os rapazes do que a falar com as raparigas. Nunca me apeteceu fazer frete nas aulas de educação física e se o fiz foi porque as minhas amigas também faziam e eu não queria ficar de parte.

Tenho bastante energia e a melhor forma de a esgotar é através de exercício físico. Sempre adorei jogar vólei embora não o faça desde o secundário. Não me importo de ir ao ginásio e puxar pelos meus limites. No ano passado fiz um curso de escalada para iniciantes e um workshop de vias ferratas e adorei as experiências. Os desportos obrigam-nos a focar no presente, a acalmar a mente e a não divagar nem ruminar. Como estes tipos de atividades requerem mais pessoas, tenho-me contentado com caminhadas (trekking). A imersão na natureza, a necessidade de ligar o meu sentido de orientação tem esse efeito em mim, também.

Sempre tive muitos interesses mas sempre fui muito tímida para ingressar nessas atividades quando era miúda. 

Além de tudo isto, contacto com animais enche-me o coração e ainda não "consegui" arranjar um sítio para fazer voluntariado.

 

Tudo o que nos irrita nos outros pode-nos levar a uma melhor compreensão de nós.

Carl Jung