Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

INFP

Introvertida. Intuitiva. Sentimental. Perceptiva.

20
Jul20

Divagação

Se há coisa que tenho vindo a aprender e só há relativamente pouco tempo consegui realmente interiorizar e aplicar ativamente no meu dia a dia é de que só nos ofendemos se quisermos. Só nós, cada um de nós, detém o poder de se sentir ou não afetado por palavras ou gestos de terceiros.

Abrimos as nossas redes sociais e sabemos que há uma grande probabilidade de lermos algo de que não vamos gostar ou com a qual discordamos. Seja de opiniões de pessoas que nos são mais próximas, de pessoas que seguimos com algum interesse ou de opiniões publicadas em jornais online. Sabemos, também, que vivemos tempos nunca antes vividos onde, encontrando uma brecha no espaço-tempo, qualquer pessoa vomita as palavras que mais lhe convém. Em conversas vamos, com certeza, ouvir argumentos que nos causam mais azia.

Sendo como sou, uma pessoa intensamente sensível, admito que haja limites.

Mas o ato de sentir ofensa apenas fortalece a posição do ofensor. Entregamos-lhe de bandeja todo o poder e este, deparando-se com a nossa fragilidade, pelo nosso ego ofendido, saberá por onde atacar de novo.

Só nos ofendemos se quisermos.