Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

INFP

Introvertida. Intuitiva. Sentimental. Perceptiva.

04
Abr20

As Cartas da Vida

Tenho um fascínio desde pequena por tudo quanto não conseguimos explicar. Começou na escola primária com espiritismo e vida extraterrestre. Tínhamos no recreio um grupo de 5 onde explorávamos os nossos avistamos e experiências e aventurávamo-nos a entrar nas zonas proibidas da escola.

Coisas de miúdos.

Pois este interesse cresceu comigo e alarguei-o à astrologia, misticismo, tarot, curas energéticas alternativas, cristais e todo este mundo que alguns tanto gostam de espezinhar. Passo bem sem ver o meu horóscopo e não ando com pedras nos bolsos.  A minha vida não é regida por nenhuma destas práticas.

Há um ano foi-me oferecido um deck de cartas de Tarot e, no meio de tanto tempo vago, pensei em fazer uma leitura a mim mesma uma vez que estamos numa fase tão complicada e de incerteza.

Foquei-me particularmente na minha carreira uma vez que daqui a uns meses o meu contrato de trabalho cessa e estou seriamente a pensar mudar de área.

Aquilo que mais me interessa no Tarot é a simbologia usada no design das cartas, não tanto a arte de adivinhação. Se bem que esta última tornou-se a parte mais morosa. Procurar significados e aplicá-los à questão central.

Fiz 2 tipos de leitura. Uma simples de 3 cartas e uma mais complexa chamada Cruz Celta. De acordo com as minhas pesquisas, as 2 parecem-me positivas e, no fundo, tudo depende do motivação interna de cada pessoa e o trabalho e concentração canalizados para atingir objectivos.

IMG_20200404_150305.jpg

 

IMG_20200401_191721.jpg