Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Introvertida

Introvertida. Intuitiva. Sentimental. Perceptiva.

16
Fev22

oferece apoio

entra em contacto com alguém que possa estar a necessitar

honestamente só me vem uma pessoa à cabeça mas, por defeito, falamos, quase apenas e somente, sobre como nos sentimos. sei que ele não está a 100% e ele sabe que eu também estou longe disso. partilhamos os mesmos sentimentos mas por razões diferentes.

este fim de semana fiz uma coisa da qual pouco me orgulho mas que, se a não tivesse feito, me arrependeria tremendamente por não ter seguido o meu coração. tenho noção de que passo uma ideia de pessoa louca aos olhos dos outros mas que até me dá um certo prazer. fazer aquilo que me dá na real gana sem dar satisfações a ninguém. conseguir desfazer-me das amarras que são as opiniões dos outros. o que de pouco me orgulho é o facto de ter estragado os planos a algumas pessoas para o meu bem estar. mas se não o tivese feito, teria sofrido imenso. este últimos dias têm sido a batalhar contra estas ideias e mentalizar-me de que não sou má pessoa por ter feito o que fiz.

15
Fev22

comércio local

apoio negócios pequenos e locais

ora nem a calhar! no último ano, sensivelmente, tem vindo a aumentar a minha curiosidade e interesse em magick ou a chamada magia branca. sempre adorei pedras semi preciosas e cristais e já tinha uma pequena colecção mas, para levar a cabo alguns rituais, precisei aumentá-la. encontrei um loja online, com loja física em faro, mas com uma variedade de pedras enorme! não encontrei loja igual que vendesse as pedras que consegui comprar-lhes. para quem tem interesse nestas coisas, apresento-vos a jami. serviço veloz e respostas rápidas a emails.

ontem, quando soube que teria de estar em isolamento saí do trabalho e fui fazer uma manicure. estar 7 dias em casa sozinha com as minhas unhas não iria acabar bem para os meus dentes... a primeira vez que fiz gelinho fiquei rendida! só que todas as que fiz depois foram uma decepção. tenho mãos bonitas - passo a modéstia - mas não trato nada bem as minhas unhas. tenho imensas peles que arranco com os dentes e quando os dentes não funcionam escavaco com um corta unhas e fico sempre cheia de feridas e com unhas tortas e mal cortadas. odeio cortar unhas! mas ontem saiu-me a sorte grande com uma senhora com uma paciência enorme e que me limpou as mãos. voltei a ter mãos femininas! escolhi um rosa velho que gosto imenso! alguém que more na linha de Cascais, a ju beauty center na Parede vale a pena.

10
Fev22

o bom nos outros

procura o bom nos outros mesmo quando te sentes frustrada com eles

nem dá para acreditar que há uma e duas semanas eu estava com um humor de cão. estes dias têm sido mais ligeiros. durmo melhor. tenho abusado um bocadinho da comida mas espero voltar ao normal para semana que vem.

tenho tentado evitar situações chatas. o trabalho está calmo, quase aborrecido. tento inventar coisas para fazer e, acima de tudo, para sair do meu posto de trabalho para não me chatear. para não me frustrar. às vezes fica mais fácil perceber, à distância, que as pessoas não fazem mal propositadamente. o seu egoísmo não lhes permite ver além deles próprios. mas não fazem por mal. parva sou eu que ainda vou acreditando na entrega dos outros.

09
Fev22

agradecer aos outros

agradece a alguém e diz-lhes como fazem a diferença

mais uma vez não tive oportunidade de o fazer apesar de ter consciência do desafio de hoje.

aproveito o momento para agradecer ao J. que saiu comigo outra vez depois do trabalho para desabafar um bocadinho. faz-me a diferença por me sentir menos só. apesar de continuar a não desabafar totalmente sempre consigo sentir um apoio que é quase invisível no dia a dia.

agradeço à A. pela ajuda e apoio que me tem dado neste último mês.

08
Fev22

partilhar sentimentos

partilha o que sentes com alguém que confio

e se eu não confiar? tenho dias em que tenho tanto para dizer e só me sai um simples "estou farta" ou "estou cansada".

acho que nem eu sei bem o que sinto. é muita coisa ao mesmo tempo. ultimamente tenho-me sentido desmotivada, desiludida comigo, frustrada. sinto que sou capaz de mais e melhor e que estou a perder alguma oportunidade. ou não sei, simplesmente, aproveitar nem aceitar o que faço neste momento. acho pouco. sinto que não contribuo em nada útil. sou uma provedora de serviços e a ideia de "servir" alguém arrepia-me. porque existe uma relação desigual em que o "servido" se acha superior e que, por estar a pagar e ter algum estatuto, usa estas condicionantes num jogo sujo e de acusações contra quem "serve". E quem "serve" está sempre na base de uma cadeia, da hierarquia empresarial e social. E por muito brio que eu tenha no trabalho que vou tentando apresentar, chega um momento em que me torno naquilo que me creem.

por um lado mais superficial, o meu ego carente está a adorar um joguinho de tipo adolescente com um colega e a atenção que vou tendo.

partilha.jpg

ilustração criada em Canva

07
Fev22

mostrar interesse

mostra um interesse activo nos outros, fazendo perguntas durante conversas

ora aqui está algo que, não sei se deriva da minha introversão, mas que acho intromissão fazer. sei que faz parte de conversas saudáveis responder e colocar perguntas mas é algo que quando faço, sinto que me estou a intrometer na vida dos outros. não sei se poderei estar a fazer perguntas muito pessoais ou não. porque às vezes fazem-mas a mim e fico meia sem jeito de as responder porque as vejo mesmo como respostas íntimas. e como não sou fã de conversa de circunstância gosto muito de falar mesmo sobre assuntos pesados e íntimos mas não quero fazer entradas a pés juntos.

este desafio esteve presente em vários momentos do meu dia mas não fui capaz de o aplicar. mas é um assunto em que já pensei exatamente por não conseguir fazê-lo e ter noção que, em conversa com outras pessoas, sou capaz de parecer um pouco egocêntrica. mas também faço-o com a intenção de mostrar alguma vulnerabilidade - aquilo que consigo - para a(s) outra(s) pessoa(s) também relaxarem e falarem sobre si.

mas pronto, é o que há!

q&a.jpg

ilustração feita em Canva

06
Fev22

voltar ao contacto

volta ao contacto com um amigo que não vês há algum tempo

tenho um amigo que também é vizinho que já não vejo há algum tempo. de vez em quando trocamos mensagens mas há alguma coisa que me retrai e evito estar na companhia dele. temos imensas coisas em comum e tem sido um ombro amigo quando me sinto em baixo mas há algo que me faz sentir muito tímida na presença dele. talvez pelo interesse muito subtil que já mostrou por mim e que não quero dar espaço para crescer. talvez pela demasiada informação que às vezes me dá e nem sei que fazer com ela. ou talvez pela forma de pensar e pelos interesses que são tão díspares dos meus. mas quando vi a deixa de hoje foi nele em quem pensei para me reconectar mesmo havendo imensas pessoas que gostaria de rever e acho que ainda levarei um bom tempo até conseguir reestabelecer uma nova ligação com elas.

re-connect.jpg

ilustração em Canva

Mais sobre mim

Agosto Altruísta

A Ler

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D