Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

INFP

Introvertida. Intuitiva. Sentimental. Perceptiva.

03
Out20

Há dias difíceis

Há dias em que a minha cabeça decide brincar e coloca-me à frente dos olhos tudo o que está errado comigo. Questiono-me do porquê de ter vindo a esta vida? É porque ainda não consegui compreender!

A dor e a dormência são, de longe, sempre maiores e mais duradouros que os momentos bons. Não me consigo encaixar nesta vida. Não há espaço para mim. Não consigo vingar a nada. Sinto-me derrotada a cada passo que dou. O medo consome-me a cada ideia que tenho e a cada plano que faço. É um labirinto de desespero, a minha vida. Odeio a vitimização mas é uma armadilha muito difícil de escapar e a razão de não ser capaz de desabafar com alguém. É curioso como os nossos problemas podem ser tão complexos e duradouros que nem sabemos por onde começar a analisar. Como posso alterar as minhas crenças quando tenho de o fazer sozinha? Como é possível sequer isto acontecer?

Não é justo! Não é! Não é justo uns poderem sentir felicidade e outros, como eu, terem de estar nesta angústia toda a vida.

02
Out20

Natal Vinte Vinte

O Natal não me excita.

Nunca ninguém foi capaz de me passar esse espírito que, lá está, não sei o que é.

Muito raramente juntávamos a família e quando o fazíamos havia a pressão para dar presentes a toda a gente. Sentia-se pouco a excitação e felicidade de estarmos juntos. Era só mais um almoço ou mais um jantar. Alguns membros da família (principalmente as que se juntaram por casamento) pareciam aves de rapina de olhos críticos nos presentes que se distribuíam. Como qualquer criança também queria brinquedos mas perdi, bastante cedo, o interesse em os receber. Brinquedos deram lugar a envelopes e cartões com dinheiro e, já como trabalhadora, a nada ou quase nada.

Hoje não me sinto confortável a receber presentes. Acho que pelo carácter temporário e impositor que as festividades ou datas especiais têm. Porquê presentes? Porquê um objeto ou uma qualquer outra traquitana que apenas vai acumular pó? Que raio de tradição é esta de substituir sentimentos por presentes?

Perdi o hábito de comprar e oferecer prendas e peço que me façam o mesmo a não ser que sejam objetos que tenham uma real utilidade. Nem toda a gente compreende.

Isto tudo para dizer que, excecionalmente, vou dar prendas neste Natal de vinte vinte. Algo original, feito por mim. Partilharei por aqui os meus projetos.

01
Out20

Stresses, ansiedades e afins

É curioso perceber como o nosso corpo funciona.

Sempre achei que estes últimos meses tivessem sido calmos para mim. Descansei e consegui colocar a cabeça em ordem. Dormi como há muito não dormia e soube bem estar um tempo sem fazer quase nada. Receber bem cedo a notícia de que ficaria sem emprego deu-me o tempo necessário para fazer planos e preparar o necessário.

Apesar de tudo, tenho-me sentido bem. Tenho uns momentos menos bons de vez em quando mas em geral não sinto a névoa mental e confusão a que a pressão me subjuga em dias de trabalho.

Só que não...

Desde junho que comecei a ter eczema. No início do ano comecei a ter uma comichão insuportável na dobra superior da orelha. Coçava sem pensar no assunto. Em junho essa comichão apareceu na palma das mãos acompanhada de pele seca e muita descamação. Um mês depois, sensivelmente, a minha pele das axilas tornou-se muito escura e muito seca para não falar da comichão que me dá... Em pleno verão tive uma vergonha enorme de usar alças e sempre muito cuidado para não levantar os braços... 

Quando acho que estou calma e está tudo bem, o meu corpo grita e diz-me que afinal só já estou habituada de uma forma pouco saudável à ansiedade.

No início de setembro comecei a fazer uma formação de 6 meses. Não me parece um curso difícil. Apela muito ao senso comum mas fiquei um pouco desmotivada quando comecei a ver anúncios de emprego e os requisitos necessários. Este curso não é mais do que um complemento bastante importante a cargos de engenharia e qualidade e percebi que, apesar da oferta, poderei não encontrar emprego.

Pág. 7/7

Mais sobre mim

Fórum Saúde Mental Portugal

A Ler

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D