Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

INFP

Introvertida. Intuitiva. Sentimental. Perceptiva.

31
Jul20

O S e W do SWOT

Uma ex chefe minha, confrontada com a minha auto estima rastejante, pediu-me para fazer uma análise SWOT de mim. Identificar os meus pontos fortes, os meus pontos fracos, oportunidades e ameaças que constituo a mim própria. O exercício não correu bem mas desta vez estou mais confiante 

Quais os teus pontos fortes e pontos fracos? Mesmo sabendo que esta é a pergunta típica, quem nunca revirou os olhos e arquejou quando ouviu esta pergunta numa entrevista de trabalho? É uma questão bastante simples mas sempre tão torturante de responder.

daqui

Se há coisa que detesto que me façam é esperar. Acho falta de respeito. Dependo de transportes públicos e faço sempre contas para chegar a algum lado um pouco antes do tempo e, quando não me é possível, em cima da hora marcada (obviamente que isto também depende ao que vou e com quem vou ter). Pontualidade é uma característica minha da qual me orgulho. Apesar de não lidar muito bem com críticas e de me sentir abatida e desmotivada com facilidade, sou bastante resiliente. Há uns anos estava encarregue da formação de novos membros da nossa equipa e percebi que tinha jeito para a coisa. E gosto.

Tenho-me apercebido (da pior forma) de que me concentro mais na big picture e descuido detalhes o que pode ser uma fraqueza em certas situações. Por outro lado, essa negligência traduz-se num interesse por tudo. Tenho sempre uma vontade de perceber e aprender muitas coisas e por vezes sobrecarrego-me. Mesmo agora, em confinamento que para mim tem sido apenas tempo de desemprego, tenho feito cursinhos online dos mais variados temas que depois acabo por não terminar.

Tenho um sentido de humor sarcástico e negro (talvez um pouco desajeitado) que nem toda a gente compreende mas que me tem sido muito benéfico a lidar com público, no trabalho. No meu dia a dia não sou tanto assim.

Empatia é sempre a minha última cartada. E acho que quanto mais consciente estou desta minha capacidade, menos a jogo.

Já misturei uns senãos meus ali para cima, mas a minha maior fraqueza é a dificuldade de comunicação. Baixa auto estima é outro ponto fraco que é a base para tantos outros. Sou muito mazinha comigo e odeio fazer erros. Não os aceito bem e odeio que mos apontem. Tenho a mania que sou um espírito livre e também não lido bem com ordens. Gosto de começar coisas mas é muito difícil terminá-las. Exemplo disso são livros e telas por pintar por números (tenho uma a meio). Sou individualista e custa-me ouvir opiniões dos outros especialmente quando dirigidos a algo que diz respeito à minha vida ou às minhas tarefas no trabalho. E, muitas vezes por isto, falo sem qualquer filtro e passo por mal educada.

Ao escrever este post percebi que, dependendo das circunstâncias, há qualidades que podem ser defeitos e defeitos que passam a qualidades.

30
Jul20

Qualidade do que é grato

Gratidão deverá ser votada a palavra do século. E ainda agora começámos a década de 20. Já tentei fazer inúmeros exercícios de gratidão com milhentas aplicações mas torna-se demasiado automático e pouco sentido. O propósito do exercício perde-se e não me parece que cheguemos a esse estado tão zen de uma forma tão forçada.

Mas é em momentos de muita introspeção que me apercebo de que seria nada sem a minha família. Não só pela educação que me deram como o apoio forçado que me dão ao me aturarem em casa agora por tempo indeterminado.

Tenho tudo o que preciso para me sentir segura e as minhas necessidades básicas estão praticamente satisfeitas e estou grata por isso.

29
Jul20

Memórias Felizes

Uma curiosidade sobre mim é não ter memórias felizes. Algum curto circuito a dada altura fez com que se apagassem todas. Lembro-me de épocas em que me senti bem, mas não um acontecimento em específico. Este desafio quer que identifique apenas um dia ou o momento mais feliz e isto não é justo  e nada fácil.

Ainda assim vou nomear a que considero das mais felizes porque está mais "fresca". Há 3 anos tive a oportunidade de ver ao vivo, gratuitamente, uma das minhas bandas preferidas da adolescência. Só me faltou uma boa moshada mas bilhetes gratuitos remetem-nos para os confins das bancadas e um par de binóculos.

A música tem mesmo poderes curativos e foi uma noite inesquecível.

 

Se um homem não sabe a que porto se dirige, nenhum vento lhe será favorável.

Séneca                                                  

Pág. 1/5

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D